A INTEGRAÇÃO QUE BUSCAMOS: OLHAR DO BRASIL SOBRE A AMÉRICA DO SUL

Lucas Eduardo Silveira de Souza

Resumo


Objetiva-se a discussão sobre o papel da América do Sul em relação ao Brasil no marco da integração regional sul-americana. Para tanto, a análise produz um apanhado histórico do último século no sentido de correlacionar os primeiros esboços integracionistas e as imagens da região trazidas nesse processo. Desse modo, pretende-se compreender em que consiste a integração regional contemporânea via União das Nações Sul-Americanas (UNASUL). O argumento parte do pressuposto de que a incipiência do processo de integração regional guarda relação com a posição conferida historicamente à América do Sul pelo Brasil. Ao final, o artigo corrobora com a visão segundo a qual o país fita o regionalismo sul-americano como meio de consecução de sua estratégia universalista de política externa.

Palavras-chave


Brasil; Integração Regional; UNASUL; Política Externa

Texto completo:

PDF

Referências


ARAUJO, A.L.Z; FILHO, F.F. O processo de integração na América do Sul: da

ALALC à UNASUl. Ensayos de Economía. v.25, n.46, p. 100-104. Disponível em:http://revistas.unal.edu.co/index.php/ede/article/view/53627/53075.

ÁVAREZ, G. L. A cooperação sul-sul ainda é possível? O caso das estratégias do Brasil e dos impulsos da Argentina In: VILLA, R. A. D.; MATHIAS, S.K. Ensaios Latinoamericanos de Política Internacional. Editora Hucitec, 2007.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

BUENO, C. O Barão do Rio Branco e o Projeto da América do Sul. In: Rio Branco, América do Sul e a Modernização do Brasil. Brasília: IPRI/FUNAG, 2002.

CERVO, A. L. Relações Internacionais da América Latina: velhos e novos

paradigmas. Brasília: IBRI, 2001.

CERVO, A. L; RAPOPORT, M. História do Cone Sul. 2ª ed. Rio de Janeiro:

Editora Revan, 2015.

CERVO, A. L.; LESSA, A. C. O declínio: inserção internacional do Brasil (2011-2014). Rev. bras. polít. Int., Brasília, v. 57, n. 2, p. 133-151, 2014.

FAJARDO, J. C. C. Acordo Tripartite Itaipu – Corpus: ponto de inflexão entre a disputa geopolítica e a política de cooperação. (Dissertação de Mestrado) Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2004. 180f.

FONSECA, G. Rio Branco e o Panamericanismo: anotações sobre a III

Conferência Internacional Americana. Pp. 393-406. In: CARDIM, C. H.; ALMINO, J. (org.). Rio Branco, América do Sul, e a Modernização do Brasil. Rio de Janeiro:EMC, 2002.

GEHRE, T. América do sul: a ideia brasileira em marcha. 1. ed. Curitiba: Juruá, 2009a. 190p.

______. América do Sul: construção pela reinvenção (2000-2008). Rev. bras. polít. int., Brasília, v. 52, n. 2, p. 63-80, Dec. 2009b. Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v52n2/04.pdf. Acesso em: 19 mai 2017.

HEREDIA, E. A. O Cone Sul e a América Latina: interações. In: CERVO, A.L; RAPOPORT, M. História do Cone Sul. 2. ed. Rio de Janeiro: Editora Revan, 2015. 119p.

HERZ, M; HOFFMANN, A.R; TABAK, J. Organizações Internacionais: histórias e práticas. 2a ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015. 238 p.

HURREL, A. O ressurgimento do regionalismo na política mundial. Contexto

Internacional, v.17, n.1. Rio de Janeiro: IRI/PUC-Rio, jan./jun., 1995.

LIMA, M. R. S.; COUTINHO, M. V. Globalização, Regionalização e América do Sul. Análise de Conjuntura OPSA, nº6, p. 5-10, mai. 2005. Disponível em: Acesso em: 20 fev. 2017.

MARIANO, K. L. P. Regionalismo na América do Sul: um novo esquema de

análise e a experiência do Mercosul. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo:

Cultura Acadêmica, 2015. Disponível em:

https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/138609/ISBN9788579837043.pdf?sequence=1. Acesso em: 20 ago. 2017.

MEDEIROS, M. A.; TEIXEIRA JUNIOR, A. W. M.; REIS, E. G. Cooperação para autonomia? Explicando o paradoxo da política externa brasileira para a Unasul. Rev. Sociol. Polit., Curitiba, v.25, n.6, p. 97-123, mar. 2017.

MOURA, G. Relações Exteriores do Brasil 1939-1950: mudanças na natureza das relações Brasil-Estados Unidos durante e após a Segunda Guerra Mundial. Brasília: Funag, 2012. 280 p. Disponível em:

.

NERY, T. UNASUL: a dimensão política do novo regionalismo sul-americano. Cad.CRH, Salvador, v.29, n.spe3, p. 59-75, 2016. Disponível em:

. Acesso em: 25 set. 2017.

PARADISO, J. Cadernos Andenauer 7: Política externa na América do Sul. São Paulo: Fundação Konrad Adenauer, set. 2000. p. 9-43.

PINHEIRO, L. Política Externa Brasileira (1889-2002). Zahar, Rio de Janeiro,

SALOMÃO, V. A.; FERNANDES, F.M. Estado da Arte do Pacto ABC (Argentina, Brasil e Chile). In: 1º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIA POLÍTICA: Estado e democracia em mudança no século XXI. Porto Alegre: UFRGS, 2015.Pp. 01-17. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2017.

SARAIVA, M. G. Balanço da Política Externa de Dilma Rousseff: perspectivas futuras? Relações Internacionais, n.44, dez., 2014. Pp. 25-36. Disponível em:

.

______. The Brazil-European Union strategic partnership, from Lula to Dilma Rousseff: a shift of focus. Rev. Bras. Polít. Int., 60(1): e009, 2017. Disponível em:

. Acessado em: 13 de maio 2017.

SERRA, J. Ministério das Relações Exteriores. Discurso do ministro José

Serra por ocasião da cerimônia de transmissão do cargo de ministro de

Estado das Relações Exteriores. Brasília, 18 mai. 2016. Disponível em:

http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/discursos-artigos-e-entrevistas/ministro-dasrelacoes-exteriores-discursos/14038-discurso-do-ministro-jose-serra-porocasiao-da-cerimonia-de-transmissao-do-cargo-de-ministro-de-estado-dasrelacoes-exteriores-brasilia-18-de-maio-de-2016. Acesso em: 14 mai. 2017.

SPEKTOR, M. Ideias de ativismo regional: a transformação das leituras

brasileiras da região. Rev. bras. polít. int., Brasília, v. 53, n. 1, p. 25-44, July 2010. Disponível em: .

UNASUL. Tratado Constitutivo da União de Nações Sul-Americanas.

Brasília, 23 de maio de 2008. Disponível em:

.

XAVIER, E.M. A UNASUL e a OEA na Resolução de Conflitos Sul-Americanos. Século XXI: Revista de Relações Internacionais, v. 2, p. 143-167, 2011. Disponível em: seculoxxi.espm.br/index.php/xxi/article/download/36/39. Acesso em: 12 set. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Espirales